O Coordenador do CAOP Crim. e, também, gestor de metas da ENASP do âmbito do MPMA, esteve presente em Brasília, ontem, dia 08/11, na sede do CNMP, no lançamento nacional da campanha "Conte até 10. Paz. Essa é a atitude". Nela, além do Promotor e Coordenador do CAOP Crim. José Cláudio Cabral Marques, também representaram o Ministério Público Maranhense os Promotores de Justiça Emmanuel José Peres Netto Guterres Soares, assessor especial da PGJ, e José Alexandre Rocha, da Comarca de Itapecuru-Mirim.

A campanha lançada ontem foi idealizada no âmbito da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp) - criada em fevereiro de 2010 como resultado da parceria entre os Conselhos Nacionais do Ministério Público (CNMP) e de Justiça (CNJ) e o Ministério da Justiça (MJ) e com o objetivo de promover a articulação dos órgãos responsáveis pela segurança pública, reunir e coordenar as ações de combate à violência e traçar políticas nacionais na área.

Para combater os crimes por impulso, a campanha “Conte até 10. Paz. Essa é a atitude” passa a mensagem de tolerância em situações de conflito, buscando evitar a violência (brigas de trânsito, entre vizinhos, em bares, etc).

Presente à solenidade, o Procurador-Geral da República e Presidente do CNMP, Roberto Gurgel, proferiu: "Um número significativo dos crimes de homicídio decorre de ações impulsivas ou de motivos fúteis" e "Dados compilados pelo CNMP relativos a 16 unidades da federação mostram que, na maior parte dos estados, mais de 50% dos crimes de homicídio resultam de ações impulsivas ou são cometidos por motivos fúteis".

Por sua vez, para a conselheira do CNMP e coordenadora do Grupo de Persecução da Enasp,
Taís Ferraz, "São crimes que destroçam as famílias das vítimas e do autor e que poderiam ser evitados"; ainda ela: "A ideia foi realizar uma campanha que prestigiasse e valorizasse a vida".

Em outra oportunidade, antes do lançamento da campanha, a Conselheira Taís Ferraz disse: “O desafio é agir em duas frentes: combater a impunidade, qualificando a investigação e o julgamento dos crimes, e atuar preventivamente, conscientizando o brasileiro para evitar atitudes e ações contra a vida, em situações de conflito”

Também presente no lançamento da campanha, o Ministro de Estado da Justiça, José Eduardo Cardoso, relatou: "Só assim será possível substituir a cultura de violência por uma cultura de paz".

Sarah Menezes, detentora do ouro olímpico no judô nas últimas olímpiadas e participante sem ônus dda campanha, assim como os campeões Júnior Cigano (UFC), Anderson Silva (MMA) e Leandro Guilheiro (Judô) -, durante o lançamento afirmou: "As pessoas às vezes confundem as coisas e pensam que o esporte de luta é violência e agressão. Pelo contrário, é educação e disciplina".

Material didático sobre o tema está sendo elaborado em parceria com o Ministério da Educação (MEC), para uso a partir de 2013.

Fonte: CAOP Crim e CNMP

Página Principal

Conteúdo

Notícias

Voltar ao topo

2020 – O Ministério Público no fortalecimento do controle social

Ministério Público do Estado do Maranhão © 2011 - É proibida a reprodução, alteração, distribuição e republicação de material contidos neste Portal, sem prévia autorização.